Ginjeira Garrafal

Ginjeira Garrafal

Código Vaso Diam cm Altura cm Preço Obs
10.00005 25   130

  7,42 €

 
10.00181 45L    250

42,40 €

 

 

Ginjeira Garrafal

________________________________________________

(Prunus cerasus)

Descrição A Ginjeira, é uma espécie do género Prunus, com pequenos frutos, as Ginjas, redondas de cor vermelha e sabor agridoce que são normalmente utilizadas para fins industriais na produção de bebidas e na culinária.

Com uma única produção anual, cuja colheita ocorre em finais de Junho, as ginjeiras atingem o auge da sua beleza na altura da floração, durante o mês de Abril.

Nativa de grande parte da Europa e do sudoeste asiático. É um parente próximo da cereja Prunus avium, também conhecida como cereja-doce, mas o seu fruto é mais ácido.

As ginjas cultivadas foram seleccionadas a partir de espécimes selvagens de Prunus cerasus e da dubitavelmente distinta P. acida dos mares Cáspio e Negro, sendo já conhecidas pelos gregos no ano 300 AC. Eram muito populares entre os romanos, que as espalharam por diversos pontos do seu império, entre os quais a Grã-Bretanha, no século I.

No século XV, a ginja era já um fruto comum em Portugal, sendo usada para diversos fins medicinais. Por altura de 1755, existiam em Lisboa estabelecimentos que vendiam ginjas mergulhadas em aguardente, bebida que mais tarde viria a ficar conhecida como ginjinha.

A Gingeira, tem como principais características:

Frutos:

Cor – Frutos vermelho-escuros.

Aroma e Sabor – A polpa é firme e dura, e de sabor agridoce.

Forma – Frutos redondos de pequeno calibre.

Colheita – Os frutos, são colhidos no final de Junho.

Árvores: A árvore é menor que a cerejeira, alcançando entre 4 a 10 metros de altura. A cor do fruto varia entre o vermelho e o preto, desenvolvendo-se em ramos mais curtos.

As ginjas requerem condições de cultivo semelhantes às das peras, ou seja, preferem um solo rico, escorrido e húmido, apesar de necessitarem de mais azoto e água que as cerejas. Também sofrem de menos pragas e doenças que as cerejas, apesar de os pássaros poderem consumir uma parte considerável dos frutos. Durante o Verão, os frutos devem ser protegidos por redes. Ao serem colhidas, devem ser cortadas da árvore, para evitar partir os ramos ao puxar.

Ao contrário da maior parte das variedades das cerejeiras, as ginjas produzem pólen para si mesmas, o que significa serem auto-férteis, necessitando por isso, populações de polinizadores bastante mais pequenas, dado que o pólen só necessita ser transportado dentro de uma dada flor.

Polinizadoras: Auto-fertil.

 

Compasso: 5x4 m

 

Condução e Poda: As ginjeiras podem ser cultivadas sob a forma de arbusto em vaso ou em espaldeira. Neste caso, podem ser plantadas encostadas a um muro, mesmo virado a norte. Plante-as a in­tervalos de 4 a 5 m. Trate-as como as cerejeiras, mas corte as ginjas ma­duras com uma tesoura para não par­tir os esporões e evitar a entrada de doenças pelas feridas.

Poda em vaso - Nos três primeiros anos, conduza e pode as árvores em vaso como as macieiras mas pode na Primavera, quando co­meçam a crescer rebentos. Com esta poda em verde, as feridas cicatrizam melhor e há menos riscos de doença.

Como as árvores dão a maior parte dos frutos nos ramos de um ano, o objectivo da poda numa árvore esta­belecida é a estimulação constante da produção de rebentos. Depois de a ár­vore começar a dar fruto, pode-a para deixar entrar luz e ar, cortando os re­bentos mais velhos até logo acima de lançamentos laterais de um ano. Pode de vez em quando os lançamentos ex­teriores com novos rebentos.

Pinte todos os cortes grandes de poda com isolante para madeira ou com Isolkote, para evitar infecções.

Poda das árvores conduzidas em espaldeira – Pode e conduza as ginjeiras em espaldeira, como as macieiras, mas faça-o no início da Prima­vera. Pode as espaldeiras demasiado compactas, como as ginjeiras em vaso.

 

 

Tratamentos Fitossanitários: Os tratamentos deverão ser dirigidos para o controlo das pragas e doenças que posam vir a aparecer no pomar.  

 

 


Contacto

Amélia Palmela Decorações em Plantas Ornamentais

Av. Mariano de Carvalho, 27
2900-487 SETÚBAL


Tel: 351 265239058


Free Web Counter    Free Counter

 

 

 

 

 

 

 


Centro de Jardinagem

Horário de Funcionamento:

Segunda a Sexta:

das 09,00 às 19,00h

Ao Sábado:

das 09,00 às 13,00h

Encerra para Almoço das 12,30 às 14,30h

Descanso Semanal ao Domingo

Coordenadas GPS
Lat:  N 38,52641º
Lon: W 8,89302º

 

Idris

O Sistema de Rega para as suas Floreiras

 

 

Veja o Video