Camelia Japonica

Camelia Japonica

Código Vaso Diam cm Altura cm Preço Obs               
05.00707 14   50 / 60

14,96 €

 Cores Variadas
05.00406 2,5 L    90 / 100

 21,50 €

 
       

 00,00 €

 

Camellia japonica

_______________________________________________

Nome popular: Camélia.
Nome científico: Camellia japonica L.
Família:
Theaceae.
Origem: Japão, China e Coreia.

Observações: Grupo muito variado de arbustos grandes ou árvores, lenhosos, de 1,5 a 6,0 m de altura, com folhagem e florescimento decorativos.
Flores solitárias, grandes, de cor vermelha na espécie original, a qual deu origem a inúmeras variedades cultivadas, de flores simples ou dobradas, brancas, vermelhas, róseas ou bicolores, formadas no Outono – Inverno.

São plantas de clima temperado, contudo a variedade de flores brancas dobradas tolera climas mais quentes.

Características: Arbusto que conserva sua folhagem sempre-verde durante o ano todo. Produz flores isoladas, de incrível beleza nas cores branca, rosa e vermelha, matizadas, etct. .

Época de floração: Outono e Inverno

Solo: Rico em matéria orgânica. Para a plantação em vasos, recomenda-se a seguinte mistura: 2 partes de terra comum, 1 parte de terra vegetal e 1 parte de composto orgânico (pode-se também usar húmus de minhoca).

Cultivo: O clima ideal para o cultivo é o ameno, pois a planta não se adapta bem a temperaturas elevadas. Por outro lado, a camélia é bem resistente ao frio, inclusive às geadas. Pode ser cultivada a meia - sombra, desde que receba luz solar directa algumas horas por dia. As regas devem ser frequentes nos primeiros meses após o plantação e depois, podem devem ser espaçadas, evitando o encharcamento do solo.

Adubação: Para estimular a floração, pode-se adubar com um adubo específico.

Podas: Para manter um visual equilibrado, principalmente na camélia cultivada num jardim, recomenda-se uma poda de formação, após o término da floração.

Pragas e doenças: As camélias em geral; são bem rústicas e resistentes, mas em condições adversas podem ser atacadas por pulgões, cochonilhas e até por formigas que costumam atacar as folhas novas. Quanto às doenças, quando há excesso de água das regas, podem surgir doenças causadas por fungos, que aparecem na forma de manchas semelhantes à ferrugem nas folhas.

Conselhos: Para afastar pulgões, ferver algumas folhas de arruda, coar e diluir num pouco de água. Borrifar nas folhas e rebentos atacados. O chá feito com folhas de losna combate pulgões e também cochonilhas.

 

 

Cores Disponíveis

 

 


Contacto

Amélia Palmela Decorações em Plantas Ornamentais

Av. Mariano de Carvalho, 27
2900-487 SETÚBAL


Tel: 351 265239058


Free Web Counter    Free Counter

 

 

 

 

 

 

 


Centro de Jardinagem

Horário de Funcionamento:

Segunda a Sexta:

das 09,00 às 19,00h

Ao Sábado:

das 09,00 às 13,00h

Encerra para Almoço das 12,30 às 14,30h

Descanso Semanal ao Domingo

Coordenadas GPS
Lat:  N 38,52641º
Lon: W 8,89302º

 

Idris

O Sistema de Rega para as suas Floreiras

 

 

Veja o Video